Arquivo da tag: mídias sociais

Ciberativismo no topo dos assuntos discutidos no Twitter em 2009

Duas listas divulgadas nos últimos dias mostram no ranking dos assuntos mais discutidos no Twitter em 2009 celebridades, entretenimento, tecnologia e… ciberativismo. Na lista do site What The Trend, as eleições no Irã (episódio em que a ferramenta foi usada como forma de protesto e mobilização) estão em primeiro lugar. Já no Top Twitter Trends of 2009 publicado no blog oficial do serviço, os conflitos no Irã estão na primeira posição dos assuntos relacionados a notícias (nessa lista não há uma classificação geral, só por categorias, como se pode ver na imagem), e #iranelection está entre as hashtags mais usadas.

A gripe suína (swine flu, em inglês) e os conflitos na Faixa de Gaza também aparecem nas listas. O interessante dessas classificações é poder observar que assuntos importantes e decisivos no cenário internacional têm sido amplamente discutidos no Twitter e que essas discussões são capazes de produzir seus efeitos no mundo físico (ou será que os protestos no Irã teriam ido tão longe sem a mobilização via web?)

Em ambas as listas, também se destacam alguns nomes que não são novidade, como o do popstar Michael Jackson, que faleceu este ano, e a cantora Susan Boyle (finalista do concurso Britain’s got talent).

A Twitter Zeitgeist organizada pelo site What The Trend você confere aqui.

Para ver a lista completa do Top Twitter Trends of 2009, confira o quadro abaixo ou acesse o blog oficial do Twitter.

Lista dos tópicos mais discutidos no Twitter em 2009/ Divulgação

Posts relacionados: Twitter e eleições no Irã – artigo

Persépolis contra Ahmadinejad

Anúncios

Dia Internacional contra a Corrupção: fiscalize políticos com ajuda da web

Na data em que se celebra o Dia Internacional contra a Corrupção*, vale destacar duas recém-criadas ferramentas da web que podem ajudar os brasileiros a exercerem a cidadania e fiscalizarem as ações dos políticos.

A nova rede social pretende fiscalizar gastos públicos/ Reprodução

Da sua Conta (http://www.dasuaconta.com.br/): é uma rede social construída através da plataforma Ning para acompanhar despesas públicas. A página possui blogs, fórum de discussão, grupos, vídeos e canal de denúncias. Apesar de recente (foi criada em setembro deste ano e lançada oficialmente ontem), a rede já tem mais de 550 membros. A iniciativa é de responsabilidade do Tribunal de Contas do Município do Ceará (TCM-CE) e da Fundação Demócrito Rocha.

O legal é que a rede também tem a preocupação de ser bastante didática: na sessão “Glossário“, por exemplo, pode-se encontrar uma explicação de termos frequentemente usados no noticiário de políticia, mas que nem sempre são compreendidos pela população. Para participar de “Da sua Conta”, basta criar um cadastro no Ning, o que pode ser feito clicando, na página principal, em “Registre-se“.

Portal oportuniza ao cidadão conhecer e opinar sobre Projetos de Lei/ Reprodução

Vote na Web (http://www.votenaweb.com.br/): como já falamos em outro post, este portal permite que qualquer pessoa dê seu voto para projetos de lei em tramitação no Congresso Nacional e veja como votaram os políticos. O voto do internauta, claro, não conta oficialmente para a aprovação ou reprovação de uma lei em Brasília, mas é uma forma de ficar por dentro do que os parlamentares vêm discutindo, comparar o seu voto pessoal com dos seus representantes eleitos e, assim, descobrir (ou não) afinidades políticas.

A responsável pela administração do site é a empresa WebCitizen, que lançou o projeto durante o evento TEDx São Paulo, em novembro deste ano. Para participar, é preciso fazer criar um perfil na página do projeto.

___________________

* A data é uma referência à assinatura da Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, realizada em 09 de dezembro de 2003, na cidade mexicana de Mérida.

Portal é dedicado a campanha de doação de sangue

Portal foi criado especialmente para incentivar a doação de sangue/ Reprodução

Na linha de mobilizações solidárias através da internet, os portais Interney Blog e Inblogs criaram o site Doe mais que um clique. A ideia é estimular as pessoas a fazer mais do que “revoluções passivas sem sair da frente do computador”, como informa o texto da página. Conscientizar os internautas a ajudar pessoas em geral por meio de doações de todos os tipos é o principal objetivo.

Inicialmente a campanha está focada na doação de sangue, mas os criadores colocam o portal à disposição de ações sociais em geral. Na seção Participe, quem quer ser voluntário pode encontrar uma lista dos locais de doação em qualquer região do Brasil.

Para quem possui o próprio site, blog ou conta em rede social, o Doe mais que um clique disponibiliza banners e logos que podem ser incorporados nas páginas. O portal também possui perfil no Orkut e no Facebook, além de página no Twitter e no Flickr.

No vídeo abaixo, os criadores do site, Marcelo Vitorino (cofundador do Inblogs) e Edney Souza (idealizador do Interney Blogs), contam em clima descontraído como surgiu a ideia e registram sua doação.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.

 

Leia também: Campanha de doação de sangue pelo Twitter

Portal “Vote na Web” aproxima cidadãos de discussões políticas

Portal oportuniza ao cidadão conhecer e opinar sobre Projetos de Lei/Reprodução

Como você agiria se pudesse votar nos projetos de lei que tramitam no Congresso Nacional? O recém-lançado portal Vote na Web permite que qualquer internauta dê a sua opinião sobre as propostas que estão na agenda de deputados e senadores.

Para participar, é preciso fazer um cadastro e criar o seu perfil. A partir daí, é só se informar bem sobre os projetos de lei e atribuir “sim” ou “não” às medidas. O sistema também faz o registro da votação oficial realizada pelos parlamentares. A ideia é que, a partir da comparação de suas preferências com a dos políticos, o cidadão consiga perceber mais claramente afinidades (ou divergências) com os seus representantes.

Vale destacar que os votos dos internautas não têm poder de determinar o resultado oficial das decisões do Congresso, são apenas índices de opinião – no máximo, podem se tornar uma espécie de termômetro para que os políticos avaliem como anda a popularidade das propostas. Da mesma forma, a criação do projeto é totalmente independente dos órgãos iniciais. A responsável pelo site é a WebCitizen, empresa privada que visa a aproximar cidadãos a partir da criação de uma ponte entre o mundo físico e o virtual.

Apesar de a proposta ser bacana, ela ainda é pouco conhecida – também porque o projeto é recente. O lançamento do site aconteceu no dia 14 de novembro, durante o TEDx São Paulo, evento que discutiu as novas ideias que o Brasil tem a oferecer em diversas áreas, como arte e tecnologia.

No entanto, a falta de uma página dedicada a explicar a finalidade do portal Vote na Web contribui para que os cidadãos – público-alvo da iniciativa – não tenham subsídios suficientes para compreender a ideia no todo. Até agora, o internauta só pode acessar as páginas dos Projetos de Lei, dos políticos, do arquivo de propostas votadas e do próprio perfil. A ausência de um texto explicativo acaba deixando dúvidas quanto ao funcionamento e o alcance da ação.

Mídias sociais, a nova cara do público e o teatro de Sófocles

As redes sociais têm chamado a atenção e conquistado cada vez mais usuários pela enorme possibilidade de conectar pessoas. No entanto, há também uma preocupação. Como produzir conteúdo para cada uma dessas novas mídias? Durante o 22° SET Universitário (evento de comunicação organizado pela Famecos, como já comentamos aqui), o gerente de arquitetura de informação do portal Globo.com, Leandro Gejfinbein, discutiu o assunto em palestra no auditório da Faculdade de Comunicação Social (Famecos).

Guiado pelo tema principal do evento – Qual é a cara do público? –, Gejfinbein destacou o crescimento das redes sociais no mundo. Segundo pesquisa da empresa IBM publicada no site do jornal O Globo, serão mais de 800 milhões de usuários até 2012. Um número expressivo de pessoas que, segundo o palestrante, representam o público das novas plataformas de comunicação.

Cada mídia possui uma linguagem e uma estratégia de comunicação específicas. Para Gejfinbein, a questão não é somente transportar conteúdos das mídias tradicionais para a web, mas sim “como a internet poderia ajudar” na relação entre público e empresa. Ele citou como exemplo o seriado norte-americano Heroes (em português, heróis), que se baseia na ideia de transmedia storytelling (narrativa transmídia, em tradução livre). O conceito é desenvolvido por Henry Jenkins no livro Cultura da Convergência e implica não só o cruzamento de mídias, mas também uma mesma história difundida em vários meios, cada uma com sua própria linguagem e independente das outras, mas ainda assim formando um conjunto. No caso do seriado, a produção de quadrinhos com download gratuito pela internet, com enredos que complementam a narrativa da televisão, foi citada por Gejfinbein como um bom exemplo da prática de transmedia.

Com o crescente uso da internet e das redes sociais na comunicação, a tendência é de que o público se misture com os produtores de conteúdo. No site de microblog Twitter, por exemplo, muitos usuários tornam-se fontes devido à rapidez com que se consegue transmitir a informação. “A convergência já existe”, afirmou Gejfinbein. Para ele, as pessoas são capazes de captar um fragmento desses dados e discutir, criticar, queiram as companhias ou não. “O que as empresas têm que fazer é se aproveitar disso, criar ferramentas para o público interferir no conteúdo.” O palestrante ressaltou que o processo de introdução de novas tecnologias é atual: “A cara do novo público é a nossa. A gente só precisa prestar atenção.”

Para ilustrar a aproximação entre público e comunicadores, Gejfinbein propôs uma analogia entre o teatro de Sófocles, dramaturgo grego do século V a.C., e o tipo de interação que seria desenvolvido até 2027. Assim como no teatro, as mídias sociais não fariam distinção entre palco e espectadores, o que possibilitaria uma troca de informações e impressões mais dinâmica e participativa. “Vai voltar a ser como era há 2500 anos, com o mesmo tipo de relações”, prevê.

*

Ficou curioso? A equipe do Admirável Mundo Virtual contatou Gejfinbein por e-mail, e ele gentilmente disponibilizou a apresentação. Para facilitar, colocamos no SlideShare do blog. Confira abaixo:

Campanha leva blogueiros para Porto de Galinhas

Se as atividades de blogueiro ainda não conseguem sustentar todos que gostariam de viver dos seus posts, pelo menos já rendem algumas mordomias no mundo físico. A campanha Porto cai na rede presenteou blogueiros brasileiros com quatro dias de passeio e hospedagem na praia de Porto de Galinhas, em Pernambuco, de 30 de setembro a 4 de outubro. A iniciativa da prefeitura de Ipojuca pretende promover o turismo local através da repercussão das viagens nas mídias sociais. A campanha foi desenvolvida pela agência Dáblio Comunicação.

A partir de uma seleção prévia, 50 blogueiros foram convidados a passar os “quatro dias de sonho” no balneário. O perfil dos selecionados é bastante diversificado. “Temos blogs que cobrem gastronomia, estilo, informática, ciência, blogs de opinião, de humor e que falam sobre o universo feminino. Gente de todas as idades, de todos os tipos, com interesses variados”, explica a página do projeto. Entre os nomes mais famosos, estão Antônio Tabet (Kibe Loco), Rodrigo Fernandes (Jacaré Banguela) e Carlos Cardoso (Contraditorium), que inclusive ajudou na escolha dos convidados.

Além do próprio inusitado em reunir figuras que normalmente não são reconhecidas como celebridades no mundo físico, a programação do encontro foi caprichada para surpreender. Durante o evento, um time de blogueiros enfrentou o time juvenil do Íbis. A goleada de 8×0 foi a primeira do clube pernambucano e entrou para a história. Outra surpresa foi a realização de um casamento. Os noivos Caio Novaes e Luiza Gomes namoravam há quatro anos e meio e decidiram sem muita antecedência fazer a cerimônia em Porto de Galinhas.

O conteúdo gerado pelos participantes tem saído em forma de vídeos, fotos, tuitadas e textos espalhados pelas páginas dos felizardos. A organização garante, no entanto, que não há exigência para que os blogueiros postem sobre a viagem. Para acompanhar um panorama geral do Porto cai na rede, confira o blog do projeto e a página no Twitter.

É interessante também dar uma olhada no comparativo de incidência do Porto cai na rede no Twitter. Para visualizar os gráficos, clique aqui.

Resultados do SET Universitário

Comecemos pela má notícia: não vencemos o prêmio do 22° SET Universitário na categoria Jornalismo Online – Weblog. O blog Enfoque Vila Brás, mantido por alunos da Unisinos, foi o ganhador – merecidamente, diga-se de passagem. Não conhecíamos o trabalho deles até então, mas ficamos contentes em ver o exemplo de uma ação bem desenvolvida que envolve universidade e comunidade. No blog, os estudantes exercitam atividade de redação experimental e, ao mesmo tempo, produzem conteúdo para os moradores de uma área carente da cidade de São Leopoldo. Nossos parabéns!

Confira a lista completa do vencedores da mostra competitiva

Além da mostra competitiva, o SET também promoveu, entre os dias 28 e 30 de setembro, diversas palestras e oficinas. Entre profissionais de Jornalismo, Relações Públicas, Cinema ou Publicidade e Propaganda, pôde-se perceber que o tema que permeou boa parte da programação foi internet e desdobramentos – neste caso, principalmente as redes sociais. Leandro Gejfinbein, gerente de Arquitetura de Informação da Globo.com, atentou para os dados de uma pesquisa da IBM, que prevê 800 milhões de usuários de redes sociais no mundo até 2012.

Os efeitos da internet, e principalmente a importância da web 2.0, também foram questões discutidas durante o evento. Bruno Alves, sócio-diretor da Dialeto Social Media, falou sobre a influência que os grupos formados no ambiente virtual exercem sobre um produto ou uma situação real. Já Lenara Verle apostou na relação da arte com esses “dois mundos”. A oficina Cidade codificada – Arte locativa e intervenção urbana propôs uma minigincana entre os participantes, que andaram pelo campus da PUCRS e pelas ruas da Cidade Baixa, em Porto Alegre, atrás de códigos do tipo QR code e de suas conexões com a paisagem da cidade. O resultado, os mapas e os bastidores da brincadeira podem ser conferidos no blog da oficina.

Para saber como foram outras atividades do 22º Set, acesse a página de notícias do site oficial.